domingo, 12 de fevereiro de 2012

AUTO-RETRATO EM 3 TEMPOS





Sou o que sou, minhas palavras.
Além disso, referencio Palmares 
- cidade perdida no cu do mundo,
um Pernambuco quase sem terra no mapa,
brasileiro Brasil hino sem estribilho
bandeira ao vento sem ordem e progresso. 
Fiho de pai alagoano e mãe pernambucana
ele de pouca leitura ela analfabeta
- almas sensíveis encontradas na Mata do Una,
como os avós paternos bichos alagoanos caboclos mundaús
e os avós maternos índia e branco do mesmo barro. 
Filho mais velho
em companhia de um irmão e mais quatro irmãs 
e pai de dois filhos e de uma filha 
já criados nus como nasceram. 
De estatura massa corporal suficiente 
para viagens terrestres e extra-viagens 
além dos limites do próprio corpo
alma-espírito em sintonia com o universo. 

...........................................................................



(Palmares, julho/2004)

Nenhum comentário:

Postar um comentário