domingo, 15 de janeiro de 2017

CONVERSA DIANTE DO ESPELHO





Todos sabem disso, poeta :
Que os pais os irmãos
A mulher os filhos
A família é importante;
Que os amigos,
Raros e essenciais,
São importantes;
E até os simples conhecidos
Das ruas do bairro da cidade
Têm sua importância em tua vida.
Mas ninguém sabe
Que no silêncio e na solidão
Do verso inútil do teu poema
E da tua poesia sempre inacabada
Vive a tua humanidade inteira,
Vista e revista lida e relida
Sem a mais mínima importância
Que o mundo lhe possa dar.
E que a tua existência
- Sim, tu és a importância
Do teu mundo, e disto ninguém sabe -
Nada importaria e não existiria.



(Jardim Atlântico, Olinda / 
 novembro 2006)